segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

7º Concurso de Fotografia e 1º Concurso de Audiovisual do SOS Ação Mulher e Família



Participe e ajude a divulgar!!

Para saber mais acesse o link abaixo. 



https://sosmulherefamilia.blogspot.com.br/2017/11/abertos-7o-concurso-de-fotografia-e-1o.html 


TEMOS UM CONVITE ESPECIAL - NESTE MÊS DE JANEIRO O SESC CAMPINAS ESTÁ COM UMA PROGRAMAÇÃO IMPERDÍVEL!!!


Não deixem de comparecer, essa semana promete intensas reflexões sobre o tema. Uma ótima programação para agitar as férias.

Para saber mais acesse o site do Sesc Campinas.

Conversando sobre Transexualidade  (24/01) Quarta-feira - 19h às 21h. 

Com Márcia Rocha, coordenadora do TransEmpregos e Luis Saraiva (psicólogo). Discussão acerca da temática de sexualidade e gênero, com a intenção de provocar reflexões sobre as pessoas transexuais e o acesso ao mercado de trabalho, com o urgente debate sobre a despatologização das identidades trans.

https://www.sescsp.org.br/programacao/144425_CONVERSANDO+SOBRE+TRANSEXUALIDADE

BR Trans (26/01) Sexta-feira às 20h

O processo cênico traz à cena histórias sobre medo, solidão e morte. Criado a partir de fragmentos de vidas reais de travestis, transexuais e transformistas, a obra vai além de abordar narrativas de superação e transformação.  Direção: Jezebel De Carli. Dramaturgia e interpretação: Silvero Pereira.

https://www.sescsp.org.br/programacao/144902_BR+TRANS

Divinas Divas (30/01) Terça-feira às 19h30

As Divinas Divas são ícones da primeira geração de artistas travestis no Brasil dos anos 1960. O filme traz as histórias de uma geração que revolucionou o comportamento sexual e desafiou a moral de uma época. Direção: Leandra Leal. Duração: 110 min


https://www.sescsp.org.br/programacao/144428_DIVINAS+DIVAS



terça-feira, 21 de novembro de 2017

SEGUNDA SESSÃO NOVEMBRO 29/11





CINE PAGU APRESENTA:


29/11 (QUARTA) às 14h na sala do LIS (Laboratório de Imagem e Som no Centro de Convenções)


Uma série de debates a partir da exibição do filme Colombiano Chocó, as sessões do Cine Pagu são GRATUITAS!


Debatedores: Carol Pavajeau e Darío Muñoz (ambos do PPGCS-UNICAMP) e
Karla Bessa (pesquisadora do PAGU e coordenadora do CINE PAGU)

Sinopse: Chocó (Karent Hinestroza) é uma mulher pobre e negra que ainda está na plenitude dos seus vinte anos, mas já carrega nas costas o peso de cuidar de dois filhos pequenos. Além deles, ela tem que lidar com o seu marido Everlides (Esteban Copete), um músico que só toca marimbas, joga dominó e bebe. Pela manhã ela trabalha buscando ouro no rio San Juan e pelas tardes lava a roupa de
outras famílias para poder alimentar e educar seus filhos.

Direção: Jhonny Hendrix Hinestroza
2012 / 80 min




Realização: Cine Pagu - Núcleo de Estudos de Gênero Pagu/Unicamp


Cine Pagu - Núcleo de Estudos de Gênero Pagu/Unicamp:
Coordenação : Karla Bessa
Estagiário: Gabriel Botim
Mais informações: http://cinepagu.blogspot.com.br/   ou   https://www.facebook.com/cine.pagu 


terça-feira, 31 de outubro de 2017

PRIMEIRA SESSÃO DE NOVEMBRO - 14/04



CINE PAGU APRESENTA:

14/11 às 14h na sala de tese da pós - IFCH

Uma série de debates a partir de curtas metragens.

CEP 05300 (2017) - 20 Min.

O documentário “CEP 05300” mostra a história de quatro mulheres que cresceram na mesma rua e que em momentos diferentes da vida realizaram um aborto. Em conversas informais, elas relatam suas diferentes experiências com o processo, evidenciando a necessidade de expor o tema, bem como legalizar o procedimento.

Direção: Adria Meira e Lygia Pereira.
Debate com Lygia Pereira e Karla Bessa,  

"Lygia Pereira, 25 anos, formada em Midialogia pela Unicamp, trabalha com produção, roteiro e direção, tendo atuado em diversas produções audiovisuais independentes desde 2012. Entre 2012 e 2016, trabalhou com produção, roteiro, captação e edição de vídeos para o coletivo de mídia Xavantevê. Dirigiu, roteirizou e montou o documentário CEP 05300, em 2015, selecionado para diversos festivais nacionais, dentre eles a 20ª Mostra de Cinema de Tiradentes e o 27º Kinoforum; no mesmo ano fez a produção do documentário Jogo Truncado, selecionado no edital Curtas Universitários do Canal Futura e exibido em inúmeros festivais; em 2016 trabalhou como freelancer de captação e edição de imagem e filmou o documentário Festa de Reinado: Minas e Tradição, que está em processo de pós-produção."


CABEÇAS FALANTES (2017) - 20 Min.

O filme retrata a vivência de jovens negrxs em uma universidade pública. Numa mistura de situações ficcionais com entrevistas, o documentário representa uma forma de inadequação social que aparenta ser sutil externamente, mas que explode internamente nas cabeças desses sujeitos. De maneira sensível, o filme traz um pesado conflito entre vozes de preconceitos e estigmas e o desejo de ocupar o espaço universitário.

Direção: Natasha Rodrigues
Debate com Natasha Rodrigues e Karla Bessa.

Natasha Rodrigues, 26 anos, concluindo o curso de Midialogia na Unicamp, trabalha com fotografia, produção cultural e direção. Atuou como diretora de palco em projetos de Talk Show de temática LGBT em 2014 e 2015. Estudou na Universidade de Potsdam, Alemanha, em 2015. Entre 2015 e 2017, trabalhou como freelancer na realização de vídeos de artistas musicais. Em 2016 realizou o projeto fotográfico La Loba, que consiste em fotos íntimas de mulheres negras. Em 2017 escreveu e dirigiu o documentário Cabeças Falantes, que estreou em agosto. Atualmente realiza trabalhos fotográficos voltados principalmente para o nu artístico.”


Realização: Cine Pagu - Núcleo de Estudos de Gênero Pagu/Unicamp

Cine Pagu - Núcleo de Estudos de Gênero Pagu/Unicamp:
Coordenação : Karla Bessa
Estagiário: Gabriel Botim
Mais informações: http://cinepagu.blogspot.com.br/



terça-feira, 1 de agosto de 2017

EFÍGIES: REGISTROS FEMININOS NO CINEMA


CINE PAGU E SESSÕES DO UDIGRUDI APRESENTAM

EFÍGIES: REGISTROS FEMININOS NO CINEMA 

Uma série de debates a partir de longas e curtas metragens, tendo como tema central os registros femininos presentes no cinema.

( 08/08) PRIMEIRA SESSÃO - Em breve link do evento

Longa: As Pequenas Margaridas (1966), da Vera Chytilová - 72min

Sinopse: Sob o bombardeio de um velho mundo dominado por forças masculinas e engrenagens vermelhas de liberdades impossíveis, surgem duas jovens moças em cores berrantes resmungando sobre os dilemas da vida. Dedo no nariz, nota torta no trompete, uma parede em ruínas desaba. A conclusão do papo detona a anarquia que se estende por cada imagem do filme tcheco Daisies: “se tudo vai mal no mundo, também seremos más.”


Curtas: Asparagus (1979), de Suzan Pitt, 20min e Technology/Transformation: Wonder Woman (1979) , de Dara Birnbaum, 5min

( 15/08) SEGUNDA SESSÃO - Em breve link do evento

Longa: Nic (1998), Dorota Kedzierzawska, 80min

Sinopse: O filme é um retrato em tons pálidos da vida dura de Hela, uma mãe que vive em uma cidade grande com poucos recursos e muitas crianças.Neste cotidiano vamos acompanhando onde a bruta realidade e o sonho se entrecortam em meio aos gritos e silêncios.


Curtas: I was there (2014) de Francesca Fini,10min,
Berlin (1974) de Rebecca Horn, 5min
L'anatomie du désir (2001) de Dinorah de Jesus, 5min

( 22/08) TERCEIRA SESSÃO - Em breve link do evento

Longa: Girimunho (2011) de Clarissa Campolina e Helvécio Marins Jr., 88min

Sinopse: No sertão mineiro, onde o tempo parece andar ao ritmo do rio, duas senhoras acompanham o girar do redemoinho. Bastú acaba de perder o marido Feliciano e sem choro busca abrigo nos sinais do dia a dia e em suas lembranças. Mas é na liberdade dos sonhos e nas novidades trazidas pelos netos que ela faz sua própria transformação. Maria carrega em seu tambor a alegria e força de seu povo.


Curta: Sacris Pulso (2008), de Ana Vaz, 15min

( 29/08) QUARTA SESSÃO - Em breve link do evento

Longa: Os encontros de Anna (1978), de Chantal Akerman, 127min
Sinopse: Anna é uma jovem cineasta que está viajando pela Bélgica, Alemanha e França para exibir seu novo filme. Em cada etapa desse trajeto ela encontra figuras que têm em comum apenas a solidão: um diretor escolar; uma antiga amiga; um desconhecido no trem; sua mãe e seu amante parisiense.


Curta: Portraits (1972), de Bárbara Meter, 5min

Realização: Cine Pagu - Núcleo de Estudos de Gênero Pagu/Unicamp e Sessões do Udigrudi

Cine Pagu - Núcleo de Estudos de Gênero Pagu/Unicamp:
Coordenação : Karla Bessa
Estagiário: Gabriel Botim



Sessões do Udigrudi
Coordenação: Adriano Reis, Ingrid Fernandes, Lucas Reis, Marina Kodato, Rodrigo Faustini, Sinuhe Lp
Mais informações: https://www.facebook.com/cineudigrudi/

sábado, 3 de junho de 2017

CinePagu sessão especial de Junho: Mito, Tragédia e Cinema


Neste mês de Junho o CinePagu trás ao debate os seguintes filmes:

Medéia - Pasolini (1968)

(08/06 às 14H - Sala de tese da pós graduação no IFCH)

Pasolini propõe uma releitura política do mito grego de uma mulher bruxa que arma para conquistar seu amado, não medindo as consequências. A Medea de Pasolini é um convite à desconstrução de toda uma cultura das relações de poder, do feminino, da maternidade. Suas escolhas estéticas (visuais e sonoras), nos faz ver algo além do que descreve Junito Brandão “Medéia não é apenas a esposa sanguinária e vingativa, mas uma figura que personifica as forças cegas e irracionais da natureza” (BRANDÃO, 1984: 70). Como Pasolini desconstrói o jogo de forças entre Medéia e Jasão, feminino/masculino?

O Céu sobre os ombros - Sérgio Borges (2011)

(20/06 às 19H30 - Sala do LIS no Centro de Convenções)

Em parceria com Udigrudi e a pós graduação do IA. Trazemos este filme que conta a história de vida de três pessoas. Everlyn uma transexual que vive entre a prostituição e os cursos de sexualidade que ministra como professora, Murari um devoto da religião Hare Krishna e líder de torcida organizada do Atlético Mineiro, e Lwei um africano descendente de portugueses que escreve vários livros ao mesmo tempo, sem nunca conseguir terminá-los.

Édipo Rei - Pasolini (1967)

(22/06 às 14H - ALTERADO PARA A SALA DO LIS)

O filme foi baseado no mito de Édipo e na tragédia de Sófocles. Pasolini além de escrever o roteiro, supervisionar a trilha sonora, também atua neste que é um dos seus mais instigantes filmes, dentre os que se propuseram a reler o conjunto de tragédias gregas afim de provocar um debate sobre sua própria época e sociedade.
Após a exibição do filme faremos uma roda de conversa coordenada pela historiadora Karla Bessa (PAGU/Unicamp) e Mariana Duccini (IA Unicamp).

Coordenação: Karla Bessa
Estagiário: Gabriel Botim
Realização: CinePagu - Núcleo de Estudos de Gênero Pagu/Unicamp.


segunda-feira, 20 de março de 2017

CinePagu apresenta Amara Moira em conversa

Data do Evento: 
23/03/2017 -
14:00 até 17:00

CinePagu apresenta:

Amara Moira em Conversa
data: 23/03/2017
horário: 14h00
local: LIS Laboratório de Imagem e Som/ Centro de Convenções da Unicamp
Programação
Além das Sete Cores (19’27’’)
Direção: Camila Biau
Ano: 2012
Local: São Paulo/SP
Sinopse: Imersa na movimentada cena noturna da região da Rua Augusta, Daniela Glamour Garcia nos conduz nesta crônica queer sobre o os conflitos de quem decide viver à margem do que é considerado "normal" pela maioria.
Pepper (17’57”) 
Direção: Craig Young & Marc Cleary
Ano: 2014
Local: Estados Unidos
Sinopse: uma drag queen idosa encontra uma criança de 8 anos perdida e, ao deslocar-se de si mesma, percebe uma outra faceta de sua própria vida.